conflict style

Instrutores descrevem como usar o Style Matters

O que dizem os instrutores sobre o Style Matters

Sobre a combinação dos estilos competitivo e colaborativo em situação de estresse

Você pontuou alto nos estilos competitivo e colaborativo em situação de estresse. Esta combinação tem características das quais você deve estar ciente.

Pontos fortes dessa combinação: Um ponto forte dessa combinação é a alta energia e o alto engajamento. Ainda que considerado por si só, qualquer um dos estilos o ajudará a se manter engajado e firme nos pontos que lhe interessam, mesmo quando os outros discordarem. Mas você pontuou alto em ambos os estilos em condições de estresse. Isso sugere uma habilidade incomum de atuar com confiança e energia em meio a uma tensão considerável.

Essa habilidade pode ser útil em circunstâncias desafiadoras, como por exemplo na necessidade de coordenar outras pessoas e de atuar como líder em situações adversas ou de alto estresse ou ainda, na negociação com um oponente astuto que deve estar engajado, mas não, necessariamente, derrotado.

Limitações desta combinação: Como todos os padrões de estilo, esta combinação tem limitações específicas das quais você deve estar ciente. Tanto o estilo competitivo quanto o cooperativo lidam com o conflito envolvendo os oponentes ao invés de se afastar ou ceder. Envolver é ótimo, mas requer muito tempo e energia. Dada a sua pontuação, você é vulnerável ao engajamento excessivo e ao esgotamento com o tempo.

Como se beneficiar dos pontos fortes e reduzir sua exposição às limitações: Se o que foi dito acima lhe parece verdadeiro, considere essas sugestões:

1) Desenvolva suas habilidades avaliativas frente ao conflito, de modo que se torne natural a análise antes do acordo. Pergunte a si mesmo se o problema é realmente tão urgente quanto você acha que é. Escolha cuidadosamente as questões do conflito com as quais você gostaria de dedicar o seu tempo e energia e o momento em que você lidará com elas. Você não pode lutar todas as batalhas o tempo todo. Faça escolhas conscientes e cuidadosas antes de se envolver.

2) Use o escalonamento. Sempre que possível, ensine a si mesmo e lidere os outros em uma abordagem do conflito em fases. Aprenda sobre estratégias de resolução de conflitos (na web existem muitos recursos para isso), o que o ajudará a reconhecer que muitas atividades acontecem durante esse processo - reconhecimento de problemas, esclarecimento de questões, identificação de necessidades, geração de opções, avaliação de opções, acordos preliminares, acordos finais etc. À medida que você expande sua capacidade de dividir a resolução de conflitos em fases, descobrirá que pode evitar mais facilmente ser oprimido. Você será capaz de fazer julgamentos melhores sobre exatamente o que fazer em um determinado momento e o que pode ser adiado para uma próxima fase.

3) Faça do autocuidado parte da sua rotina. Desenvolva disciplinas de renovação pessoal e desestresse para ajudá-lo a manter a perspectiva e reconstruir sua força. Essa combinação muitas vezes se traduz pelo esgotamento, pois aponta fortemente para o trabalho e o envolvimento. O exercício físico regular trará grandes recompensas. Todos os dias, reserve um tempo para relaxar, mesmo que apenas alguns minutos. Organize-se, regularmente, para ter algumas horas e dias longe de tudo. Comprometa-se com práticas que o lembrem de que "isso também passará" e que direcionam sua atenção de maneira profunda para a consciência além das constantes demandas do mundo em que você vive e trabalha.

4) Enquanto líder, equilibre sua paixão pelo envolvimento com o compromisso de ajudar os outros a se envolverem. Delegue, traga os outros para a questão, dê um passo para trás e dê espaço para aqueles que não estão tão confiantes ou tão rápidos quanto você.